JUSTIFICATIVA, ATIVIDADES E HISTÓRIA 

A Serra do Cipó, ano após ano e principalmente, com o crescimento do “vetor norte” (criação da Cidade Administrativa do Estado de Minas Gerais e as ampliações no Aeroporto Internacional de Confins – Tancredo Neves) vem se expandindo com especulações imobiliárias, comércio e atrativos turísticos. Justificando por si só, ações de salvaguarda de culturas e preservação de tradições seculares.

 

A Fazenda do Cipó – sede do projeto, antigo rancho dos Bandeirantes, foi a primeira fazenda da região e ainda hoje é freqüentada pelos moradores para a celebração de missas e comemorações tradicionais, justificando seu tombamento no nível municipal em 1996. Possui senzalas, capelas, casas coloniais, antigos maquinários, natureza preservada e o Rio Cipó nas suas margens. O Ecomuseu recebe, diariamente, visitantes e grupos fechados, procurando conhecer as edificações históricas e o Espaço Cultural Nhá Rita. Nos finais de semana e em feriados, além de turistas do Estado, muitos desses são de todo o Brasil e também do exterior. Suas ações já foram premiadas na Secretaria Estadual de Cultura pelo Fundo Estadual de Cultura de Minas Gerais e no Ministério da Cultura com o Fundo Nacional de Cultura. Na Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais foram três aprovações, captadas com a Austen Processos Metalúrgicos e, atualmente, selecionado no edital de cultura da Petrobras.

 

Após quatro anos de trabalhos com as comunidades da Serra do Cipó, fica evidenciada a importância de dar continuidade ao Ecomuseu do Cipó. É preciso ampliar os objetivos e dar maior ênfase a educação patrimonial, contribuindo para o registro das tradições e saberes de forma lúdica através da oralidade, dos documentos e dos fatos importantes ocorridos nestas comunidades, tendo em vista a relevância histórica do local. Fácil de ser percebida com o reconhecimento do Espaço Cultural Nhá Rita como um museu pelo Instituto Brasileiro de Museus – IBRAM. Em um primeiro levantamento foram catalogados, aproximadamente, 2.019 bens culturais, além de rica documentação oriunda do século XVIII referentes a historia de Minas Gerais.

 

Na Cultura

é possível o enraizamento, 

o fortalecimento do sentimento de pertencimento ao lugar, assim como, um crescente desenvolvimento do convívio social. Enfim, possibilita ser vetor na formação de cidadãos íntegros e integrados

com o mundo.     

Música na Serra

Refazenda Cultural

Espaço Cultural Nhá Rita

Rota do Ouro e dos Diamantes

Cipó Fazenda Café

Inventário Comunitário

Visitas Mediadas

Boletim Cipoal de Ideias

O Ecomuseu do Cipó não só promove um importante encontro entre as manifestações culturais como foca em suas ações a CIDADANIA e a promoção de valores e costumes, fatores esses decisivos na promoção dos DIREITOS HUMANOS e resultantes da HISTÓRIA SOCIAL e CULTURAL da comunidade da Serra do Cipó.

Algumas das ações aprovadas, premiadas e realizadas pelo Ecomuseu do Cipó, que demonstram a relevância desse local para a sociedade mineira e também brasileira:

 

- ação Música na Serra aprovado na LEIC-MG (2010/2011/2013) e captada.

- ação Agente Jovem de Cultura premiado no FNC-MinC (2012).

- ação Refazenda Cultural premiado no FEC-MG (2013).

- ação Casa da Glória aprovada na LEIC-MG (2012).

- Ecomuseu do Cipó na organização e planejamento do V Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários, Otubro/2015 em Juiz de Fora.

- ação Cipó Fazenda Café selecionado pelo SEBRAE – MG para participação no Catalogo de Negócios da Serra do Cipó (2015).

- Gravação e Lançamento do CD "Alegria, amizade, correria, muita água" na Fazenda do Cipó com as comunidades do entorno.

- ação Música na Serra e Inventário aprovada na Lei Federal de Incentivo à Cultura "Rouanet" (2014).

- ação Espaço Cultural Nhá Rita registrado no Cadastro Nacional de Museus – IBRAM e premiado no Programa Federal de Intercâmbio e Difusão Cultural recebendo subsídios para participar do IV Encontro Internacional de Ecomuseus e Museus Comunitários, em Belém (2012).

 

Lançamento do Cd

Lançamento do Cd

Nhá Rita

Nhá Rita

Música na Serra

Música na Serra

Refazenda Cultural

Refazenda Cultural

Refazenda Cultural

Refazenda Cultural

Marujada no Ecomuseu

Marujada no Ecomuseu

Cipó Fazenda Café

Cipó Fazenda Café

Música na Serra

Música na Serra

Refazenda Cultural

Refazenda Cultural

Nhá Rita

Nhá Rita

Lançamento do Cd

Lançamento do Cd

Refazenda Cultural

Refazenda Cultural

Feiras de artesanato local

Feiras de artesanato local

FUNCIONAMENTO

ESTAMOS FECHADOS TEMPORARIAMENTE

 

Ecomuseu online:

Segunda a Sábado (9h às 17h) 

 

Espaço Cultural Nhá Rita: Segunda a Sexta (9h às 11h)

Sábado (9h às 17h)

 

 

 

ENDEREÇO

Fazenda do Cipó - Serra do Cipó

Rodovia MG10, Km 94

Distrito de São José do Almeida

35.835-000

Jaboticatubas, MG

 

ecomuseudocipo@gmail.com 

TEL | WHATSAPP

031 - 99741 1065
031 - 3080 6452

ESCREVA PARA NÓS:​

CONECTE-SE CONOSCO:​​

  • w-facebook
  • White YouTube Icon
  • w-googleplus
  • Twitter Clean

VISITAS MEDIADAS 

 

Recebemos grupos e escolas em visitas mediadas. Marcando com antecedência é possível desenvolver pacotes personalizados, com alimentação e hospedagem, inclusive atendendo a demandas em diversas áreas: competências escolares, artísticas, lazer, religiosas e/ou pedagógicas.

@2020 criado pelo Ecomuseu do Cipó e ONG Baí - Educação, Cultura e Ambiente