O Ecomuseu do Cipó tem na comunidade a sua principal parceria, contribuindo e participando do processo de formação de agentes multiplicadores da cultura da Serra do Cipó.

PARCEIROS 

O Ecomuseu do Cipó também construiu uma rede de amigos e apoiadores, onde cada um tem uma participação diferenciada que vai desde o patrocínio direto através de leis e fundos de incentivo à divulgação das atividades do Ecomuseu.

SEJA PARCEIRO

DESSA IDEIA!

Superintendência de Museus e Artes Visuais de Minas Gerais (SUMAV-MG)

Prefeitura Municipal de Jaboticatubas

Prefeitura Municipal de Santana do Riacho

Conselho de Patrimônio de Jaboticatubas

Subcomitê da Bacia Hidrográfica do Rio Cipó – SCBH Rio das Velhas

Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA-MG)

Faculdade de Museologia da UFMG

Circuito Turístico Parque Nacional da Serra do Cipó

Faculdade de Museologia da UFOP

Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico - MG

Empresa Austen Processos Metalúrgicos

Empresa Petróleo Brasileiro – S.A - Petrobras

Associação Brasileira de Ecomuseus e Museus Comunitários (ABREMC)

Associação Imagem Comunitária (AIC)

SEBRAE – MG (Catalogo de Negócios da Serra do Cipó)

Conselho da Fazenda do Cipó

Instituto Educacional Neusa Rocha – Colégio Rouxinol

Parque Nacional da Serra do Cipó

Rede EcoVip de Hotéis e Pousadas 

Fundação Casa de Cultura - Conceição do Mato Dentro

Cipó Criativo - Carol Filizzolla

Mercadinho Tá Caindo Fulô

 

Tendo como base a missão do Ecomuseu de pensar coletiva e inter institucionalmente os problemas da região e suas comunidades o projeto tem que naturalmente buscar a participação de diferentes representações locais, em um constante processo de cidadania. Assim o setor público, o privado e o terceiro setor precisam estar presentes no dia a dia das ações e em constante dialogo.

A sobrevivência do projeto se dá principalmente em aprovações em editais de cultura e educação. O país tem importantes leis de incentivo (Lei Rouanet, Fundo Nacional, Fundo de Direitos Difusos, LEIC-MG, entre outros), ainda pouquíssimas divulgadas, e claras, que precisam de reformas e melhorias. Mas com certeza, são através delas que o ECOMUSEU DO CIPÓ consegue alcançar “vôos maiores” e engendrar novas formas de pensar, agir e educar. Nas empresas, “investir é lucro”: ao incentivar um projeto cultural a empresa está escolhendo uma nova forma de se comunicar, de ampliar e agregar valor à sua marca, de contribuir para o desenvolvimento da comunidade na qual está inserida e, ainda, de reforçar o seu compromisso com a cultura e o bem estar social.

Mostrar Mais

Outra forma de sobrevivência, principalmente financeira, é desenvolvendo pequenas ações para o turismo e visitas mediadas a Fazenda do Cipó/Ecomuseu do Cipó. Nessas atividades trabalha-se com a comunidade e o público de uma maneira organizada e fecunda. Exemplos são o “Cipó Fazenda Café,” onde oferecemos ao visitante um delicioso café colonial na Casa Grande da Fazenda do Cipó com uma apresentação cultural da região; e as “Visitas Mediadas”, recebendo escolas e grupos com roteiros personalizados, como noite astronômica, trilhas no cerrado, passeios históricos, entre outros.

Uma das ações do Ecomuseu é o ESPAÇO CULTURAL NHÁ RITA patrocinado pelo FUNDO ESTADUAL DE CULTURA

FUNCIONAMENTO

Ecomuseu online:

Segunda a Sábado (9h às 17h) 

 

Espaço Cultural Nhá Rita: Segunda a Sexta (9h às 11h)

Sábado (9h às 17h)

 

 

 

ENDEREÇO

Fazenda do Cipó - Serra do Cipó

Rodovia MG10, Km 94

Distrito de São José do Almeida

35.835-000

Jaboticatubas, MG

 

ecomuseudocipo@gmail.com 

TEL | WHATSAPP

031 - 99741 1065
031 - 3080 6452

ESCREVA PARA NÓS:​

CONECTE-SE CONOSCO:​​

  • w-facebook
  • White YouTube Icon
  • w-googleplus
  • Twitter Clean

VISITAS MEDIADAS 

 

Recebemos grupos e escolas em visitas mediadas. Marcando com antecedência é possível desenvolver pacotes personalizados, com alimentação e hospedagem, inclusive atendendo a demandas em diversas áreas: competências escolares, artísticas, lazer, religiosas e/ou pedagógicas.

@2018 criado pelo Ecomuseu do Cipó e ONG Baí - Educação, Cultura e Ambiente